terça-feira, 13 de setembro de 2011

Todas as ruas

A casa suja.
A arma não armada, mas sempre amada.
A gordura na boca do cotidiano.
Os sexos das novelas. O nome de Deus. O nome do Eu.
São tão bonitos os óculos ray-ban.
A autocracia do espelho rege a marcha de prostitutas.
Não me falem de paz, enquanto não converterem os anjos.
Qual é o nome da janela?
Qual é o nome do mal?
A poesia que toma suco de laranja não é minha.
A minha poesia está: Com o barulho da barriga.
com o biótipo e as novas senzalas
com a raiva
com a sede
com a pólvora
com a confusão
com o esgoto.
Nas religiões dos becos.
Nas gírias das muretas
Na antítese dos heróis.
Nas pipas que sorriem do céu, enganando o amanhã.

2 comentários:

  1. Obrigado por prestigiar o blog A Notícia No Divã!
    Parabéns pelo blog!
    Estou te seguindo.
    Tenha uma ótima semana!

    Carlos Pinho.
    A Notícia no Divã
    http://anoticianodiva.blogspot.com/

    Deixo o convite:
    http://www.mercadocom.blogspot.com/

    ResponderExcluir